Instituto Interamericano de Cooperación para la Agricultura | Resultados, nuestro compromiso

  •     Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura
  •   Resultados, nosso compromisso

Agroecologia e resiliência às mudanças climáticas na agricultura familiar : Estudo de caso no Semiárido da Bahia

por Souza Dias Guyot, Marina; Silva Faleiros, Karine; Gandara, Flávio Bertin.
Tipo de material: materialTypeLabelLivroNúmero de Chamada: IICA P40 Lugar de publicação: Brasil: s.n., 2015Descrição: 134 p.Resumo: Este trabalho é fruto do projeto “Agricultura familiar e resiliência socioecológica às mudanças climáticas no Semiárido brasileiro”, apoiado pelo Programa Semear (FIDA/IICA/AECID) dentro da categoria Estudos Temáticos. O Programa Semear é um programa de gestão do conhecimento para o desenvolvimento e a promoção da convivência com o Semiárido. Desta forma esta publicação se alinha com esses objetivos Além disso, o projeto apoiado pelo Programa Semear contempla etapas de uma pesquisa de doutorado em curso, realizada por Marina Souza Dias Guyot, umas das autoras deste trabalho. Essa pesquisa de doutorado visa discutir a resiliência socioecológica da agricultura familiar às mudanças climáticas no Semiárido brasileiro, partindo da hipótese de que sistemas agroecológicos contribuem para essa resiliência. As motivações que originaram esses estudos e a presente publicação residem no interesse dos autores sobre a agricultura familiar e a Agroecologia. No contexto atual de mudanças climáticas, nos perguntamos quais seriam os impactos destas sobre os (as) agricultores (as) familiares e quais seriam suas estratégias de adaptação, em especial, quais seriam as contribuições da Agroecologia para que esses (as) agricultores (as) pudessem lidar com essas mudanças. Como resultado desse estudo, foram produzidas duas publicações: o presente documento com os resultados da avaliação de 48 sistemas de produção, com base em indicadores criados coletivamente; e uma publicação sobre o método participativo de criação desses indicadores (denominada “Construção participativa de indicadores de resiliência às mudanças climáticas”

Download: por

Assunto(s): AGRICULTURA FAMILIAR | FAMILY FARMING | AGRICULTURE FAMILIALE | AGRICULTURA FAMILIAR | SISTEMAS DE EXPLOTACIÓN | FARMING SYSTEMS | SYSTÈME D'EXPLOITATION AGRICOLE | SISTEMA DE EXPLORAÇÃO AGRÍCOLA | AGROECOLOGÍA | AGROECOLOGY | AGROÉCOLOGIE | AGROECOSISTEMAS | AGROECOSYSTEMS | AGROÉCOSYSTÈME | AGROECOSSISTEMA | SOSTENIBILIDAD | SUSTAINABILITY | DURABILITÉ | SUSTENTABILIDADE | DESARROLLO SOSTENIBLE | SUSTAINABLE DEVELOPMENT | DÉVELOPPEMENT DURABLE | DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL | DESARROLLO RURAL | RURAL DEVELOPMENT | DÉVELOPPEMENT RURAL | DESENVOLVIMENTO RURAL | DESARROLLO REGIONAL | REGIONAL DEVELOPMENT | DÉVELOPPEMENT RÉGIONAL | DESENVOLVIMENTO REGIONAL | CAMBIO CLIMÁTICO | CLIMATE CHANGE | CHANGEMENT CLIMATIQUE | MUDANÇA DE CLIMA | ADAPTACIÓN AL CAMBIO CLIMÁTICO | CLIMATE CHANGE ADAPTATION | ADAPTATION AUX CHANGEMENTS CLIMATIQUES | MITIGACIÓN DEL CAMBIO CLIMÁTICO | CLIMATE CHANGE MITIGATION | ATTÉNUATION DES EFFETS DU CHANGEMENT CLIMATIQUE | ZONA ÁRIDA | ARID ZONES | ZONE ARIDE | ZONA ÁRIDA | BRASIL
Tipo de material Localização Coleção Número de chamada Status Data de devolução Código de barras
Documento digital Documento digital Colección IICA IICA P40 (Percorrer estante) Disponível BVE17069065

Este trabalho é fruto do projeto “Agricultura familiar e resiliência socioecológica às mudanças climáticas no Semiárido brasileiro”, apoiado pelo Programa Semear (FIDA/IICA/AECID) dentro da categoria Estudos Temáticos. O Programa Semear é um programa de gestão do conhecimento para o desenvolvimento e a promoção da convivência com o Semiárido. Desta forma esta publicação se alinha com esses objetivos Além disso, o projeto apoiado pelo Programa Semear contempla etapas de uma pesquisa de doutorado em curso, realizada por Marina Souza Dias Guyot, umas das autoras deste trabalho. Essa pesquisa de doutorado visa discutir a resiliência socioecológica da agricultura familiar às mudanças climáticas no Semiárido brasileiro, partindo da hipótese de que sistemas agroecológicos contribuem para essa resiliência. As motivações que originaram esses estudos e a presente publicação residem no interesse dos autores sobre a agricultura familiar e a Agroecologia. No contexto atual de mudanças climáticas, nos perguntamos quais seriam os impactos destas sobre os (as) agricultores (as) familiares e quais seriam suas estratégias de adaptação, em especial, quais seriam as contribuições da Agroecologia para que esses (as) agricultores (as) pudessem lidar com essas mudanças. Como resultado desse estudo, foram produzidas duas publicações: o presente documento com os resultados da avaliação de 48 sistemas de produção, com base em indicadores criados coletivamente; e uma publicação sobre o método participativo de criação desses indicadores (denominada “Construção participativa de indicadores de resiliência às mudanças climáticas”

Não há comentários para este material.

Acesse sua conta para postar um comentário.

Clique em uma imagem para visualizá-la pelo image viewer